sábado, 8 de outubro de 2011

História do Pau Elétrico (Travel Guitar)

Estava pesquisando um pouco e descobri este texto, que fala deste grande invento brasileiro. Poucos sabem que este instrumento deu origem ao que chamamos hoje de Travel Guitar...

Pau Elétrico
.
A guitarra baiana de cinco cordas dos dias atuais evoluiu a partir do pau elétrico ou cavaquinho elétrico, construído na década de 1940 [1,2] por Adolfo Dodô Nascimento e Osmar Álvares Macêdo, em Salvador, Bahia. Consistia em um braço de um cavaquinho montado sobre um pedaço comprido de jacarandá, um captador magnético caseiro e quatro cordas afinadas em quintas (Sol-Re-la-Mi, ao modo do bandolim), resultando em um cruzamento eletrificado entre dois instrumentos acústicos, com uma 'caixa' completamente sólida.

Esta combinação cumpria com as exigências dos seus criadores, que tinham o custume de tocar os seus cavaquinhos afinados como bandolim [3]. Simultaneamente, a mesma abordagem foi usada para criar uma versão de 6 cordas do pau elétrico, com o braço e afinação de um violão [4]. Os instrumentos estão preservados pela família Macêdo e permanecem em condição de uso. Dodô e Osmar nunca registraram a sua invenção, e apenas no final dos anos 1940 tomaram conhecimento da existência de guitarras elétricas de corpo sólido feitas nos Estados Unidos [5].

O fato que a guitarra baiana evoluiu em um contexto completamente "nativo" é de considerável importância para a história da música popular da Bahia. Assim, o instrumento disfrutava de uma vantagem em relação a modelos e estilos de guitarra elétrica importados posteriormente, o que muito ajudou a sua individualização musical.

A circunstância do pau elétrico ter surgido no mesmo período de tempo que alguns importantes ancestrais da guitarra elétrica nos Estados Unidos (como o Log Guitar deLes Paul, de 41 e as e as patentes arquivadas por Leo Fender e Doc Kauffman em 44), chegou a inspirar teorias que a guitarra elétrica moderna pode ter sido inventada no Brasil. Embora colocar as coisas desta maneira seria rebuscado, é possível afirmar que opau elétrico, considerando a sua afinação de bandolim de junto ao fato que modelos debandolins elétricos de corpo sólido não apareceram nos Estados Unidos até os anos 1950, pode ser visto como o mais antigo bandolim elétrico de corpo sólido conhecido.

Note-se também que o pau elétrico na imagem foi feito 'sem cabeça' (ou seja, a cabeça está localizada não no final, mas noinício do braço, servindo ao mesmo tempo de cavalete) o que lhe confere uma aparência bem moderna, lembrando a um Chapman Stick. Esta idéia anticipa nítidamente os desenhos do desenvolvidor norte-americano Ned Steinberger dos anos 1980. Note-se também o headstock unilateral do pau elétrico (ou seja, a cabeça é assimétrica, com todas as tarraxas no mesmo lado), uma inovação normalmente considerada de ter surgido com o chamado scrolled headstock dos instrumentos desenhados por Paul Bigsby, e Leo Fender, a partir de 1947 [6].

Maiores informações no site abaixo: